Neumas d’Arezzo – CD “Cartas ao Remetente” o novo Cd da banda Rosa de Saron


dWTNtpS- 1Cartas ao Remetente é um disco que nasceu entre as lágrimas, alegres e dolorosas. Fruto de um ano extremamente intenso em que a banda foi alvo tanto nas perseguições quanto nas conquistas, esta obra nasceu para arrancar algumas lágrimas em quem está acostumado a dobrar o coração às coisas simples da vida.
Quem vive a vida entre o sonho e a dificuldade, dificilmente deixará de se emocionar com Cartas ao Remetente, com suas frases e desabafos prontos para serem usados por você mesmo.

Neumas d’Arezzo

Guilherme de Sá
De forma bastante simplificada: “Neumas” eram as antigas notações musicais, até que Guido d’Arezzo, um monge italiano do século 10, criou a moderna notação musical de cinco linhas e seus “Ut, Re, Mi, Fa, Sol, La, Sancte”, mas isso pouco importa nesta música. Suas estrofes são difíceis de entender propositalmente. O que realmente importa nesta canção é o refrão, neste caso, facílimo de compreender. Ele diz: “deixe-nos fazer nosso trabalho em paz”. É uma música endereçada aqueles que querem apenas derrubar o outro, geralmente atrás de um computador. Neste caso especifico, derrubar uma obra de Deus, pois o Rosa é isto: uma obra para o céu, de gente que almeja o céu, para aqueles que almejam o céu. Quando alguém quiser subtrair-lhe algo, lembre-se desta frase: “Alguns te amarão pelo que você é. Outras te odiarão pelo mesmo motivo”.

São só notas desiguais que eu pus nesta canção
Afinal sou só uma tríade sem bemóis
Procurei ser uma tétrade
Mas não passei de um assobio de um riff sem tato
Um refrão de um falso Picasso
Livro sem final

“Desfaz, refaz
Faz do jeito que todo mundo faz
Não faz, eu não ouço”

Não é uma letra a mais
Não é se tem unção ou não
Não é sobre como se compõe
Não é um aviso, um olá
É apenas uma maneira de dizer um tchau
Se quiser voltar, volte pra somar

Entre uma frequência e outra
Parodiando modo grego e mixolídio
Solfejando o “H2” sem “O”
O que importa o Resonare Fibris?
Ou Mira Gestorum, Famuli Tuorum?
Para o mau entendedor, nada
Mas nunca um adeus

Não é uma letra a mais
Não é se tem unção ou não
Não é sobre como se compõe
Não é um aviso, um olá
É apenas uma maneira de dizer um tchau
Se quiser voltar, volte pra somar
De outro modo, dê meia volta
Subtraia outra trova

http://www.sacrovia.com.br/produto_detalhe.php?nIdProduto=74

http://www.rosadesaron.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s