Rosa de Saron e o novo CD “O Agora e o Eterno” Parte 1


Rosa de Saron lançou o CD “O Agora e o Eterno” oficialmente no dia 25 de maio de 2012, em mais um show da música católica!

Como ocorreu no lançamento do CD Horizonte Distante, a banda preparou pequenos textos explicando a ideia por trás de cada nova canção, para que os fãs possam experimentar junto com o Rosa o sentimento de cada uma delas. Porem, não se deixem acomodar com esses simples releases, afinal sempre é possível encontrar significados não revelados ou melhor que isso, encontrar novos significados a partir de sua experiência pessoal, particular. Uma interpretação exclusiva sua. Não se deixe prender pelo obvio, sinta-se livre, afinal de contas ” O Vento sopra onde quer” Jo 3, 8

Autor Desconhecido (Guilherme de Sá)
A música que abre o disco é um protesto ante a corrupção que assola o país. Um Brasil que leva em consideração marchas idealistas, que sai pelas ruas a favor ou contra as quebras de rótulos e que ignora o pai de todos os protestos, que se acomodou atrás de um computador. Ao ouvir o tragicômico “Autor Desconhecido”, saiba que tudo pode mudar, desde que você saia da zona de conforto.

Acho que eu devo sofrer de um distúrbio
Eu enxergo e não consigo ver
Eu quero enxergar! Alguém transforme este lugar?

Mas não há nada no país
Não há vontade de mudar, não há zelo, só há medo no ar
Se o povo não conhece a própria história
esta condenado a repeti-la

Não quero acreditar!

Até quando as mãos estarão tão fechadas?
Até quando estarão nossos braços cruzados?
Há um lapso ao vento e há uma fenda aberta,
é onde eu quero estar

Acho que eu devo sofrer algo estranho
Uma espécie de tragicômia
Bem me quer! Mal me quer! A cômica e trágica flor vazia

A nossa ordem é um exílio
E o progresso é apenas um suspeito autor desconhecido
Tentando abafar um caso antigo, vendendo uma ideia de alívio

Eu quero perguntar

Por que não estender nossas mãos tão fechadas?
Por que não descruzar nossos braços cruzados?
Há um lapso ao vento e há uma fenda aberta,
é onde eu quero estar

Poderia me apegar ao ego e abandonar este lugar
Mas resolvi ficar um pouco mais
Quem sabe eu não provoque um incêndio por ai?

Ao final desta música você vai ouvir um toque de celular, por favor você que leu o texto acima descruze os braços e atenda está chamada!

Casino Boulevard (Guilherme de Sá)
“Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta que conduz a perdição” Mt 7,13
A Grande Avenida da Perdição, este é o significado de Casino Boulevard. Para a banda, um casino é a melhor representação de falsa felicidade, conquistada de maneira rápida e ilusória. Repleta de ironias em suas frases, esta canção leva o ouvinte a refletir: Qual é o valor das escolhas e as suas consequências? Como agir perante uma sociedade que valoriza o tom da ironia e despreza o canto do coração? Casino fala disto: É preciso vencer o imediatismo a favor de algo duradouro.

Se ganhou suspire, se perdeu aprenda
Porque é hora de ser, não demore ou …
Vai perder sua aposta, agora é a hora
Escolha bem suas cartas,o seu jogo já vai começar

O lance está no ar, é só você gritar bem alto, alto…
Mas se prepare, prepare.
Porque nada no mundo é de graça.
Você pode até ter medo, mas ande, caminhe.
Só não pare, não pare

Qual é seu limite? até onde aguenta?
Se tudo aqui tem prazo, qual é o seu?
Pois tudo aqui tem um porque, a vida é o casino e você a ficha
Nunca permita que a sua.
Felicidade dependa de algo que possa perder.

O lance está no ar,
O lance está no ar, é só você gritar bem alto, alto…
mas se prepare, prepare.
Porque nada no mundo é de graça.
Você pode até ter medo, mas ande, caminhe.
Só não pare, não pare nunca!

Todos querem uma fatia da sua glória.
Todos, todos querem apostar, sua vida
Sua graça, sua culpa, sua calma, sua alma.

O lance está no ar.
O lance está no ar, é só você gritar bem alto.
Mas se prepare, prepare
Porque nada no mundo é de graça
Você pode até ter medo, mas ande, caminhe.
Só não pare, não pare
Nada no mundo é de graça

O Meio e o Fim (Guilherme de Sá)
Infelizmente, a maioria de nós costuma avaliar os próprios erros e pô-los na balança apenas quando nos sentimos ameaçados. Em todas as outras ocasiões, ao vermos algo de desejo no horizonte, queremos que ele seja nosso a qualquer custo. A frase “Os fins justificam os meios”, de Nicolau Maquiavel, na opinião deste simples autor, é um equívoco. E se Deus te perguntasse após sua morte: Valeu a pena? A resposta desta pergunta, no final das nossas vidas, pode nos custar a salvação.

“Acabou! Acabou! Hoje é o dia D”
Foi isso que você leu no jornal hoje cedo?
Tudo bem quando tudo acaba bem
Mas se não acabar bem, qual é o fim que se tem?

O medo do fim é o meio e o fim
O medo, o fim e um breve recomeço

Até que o sol não brilhe, acenda uma vela na escuridão
Levante a mão, se o fim é bom, também são os meios

“É o fim!” É o final que você quer saber?
Me conte o seu passado, e saberei seu futuro
De que vale o ouro se ele não compra a alma?
A moral é imoral se não há o bem para o outro

Tem medo do fim?
Tem medo do fim porque o seu fim justificou seu meio
O abrigo enfim, é o inicio do sim
O inicio do sim é onde Deus se encontra

Até que o sol não brilhe, acenda uma vela na escuridão
Levante a mão, se o fim é bom, também são os meios

A memória contará a história de quem teve decência na história

“Deixe sua mensagem após o sinal…

Jamais Será Tarde Demais(Guilherme de Sá)
A primeira reação diante de uma dor sempre será o desespero. O remédio contra o desespero chama-se: “Amanhã”. A letra desta canção é uma palavra de conforto para aqueles que precisam de um abraço e não encontram. E traz a certeza de algo simples: Deus sempre surpreende. A vida sempre trará algo novo.

Tarde aí, claro aqui
Tudo é tão calmo quando não se esquece quem se é
E de onde vêm tanta desilusão?
E sem razão?
Quase partiu daqui certa certeza e eu tremi!

Você passou por mim
E com seus olhos me disse adeus
Você passou por mim
Quase dizendo “Me salve aqui”

Só sei que jamais será tarde demais
A dor e o temor nunca serão fatais
Cada ferida vai cicatrizar, no mesmo lugar.
Uma nova pele vai se formar
O amor pode te tocar em qualquer momento

Pouco é eficaz
Muito é fugaz
Se todo instante fosse apenas bom instante
Mas não, todos aqui no imediato exigem tudo
E tudo esgota numa fração de luz
É no escuro que se aprende a ver e você me viu aqui
E aqui, tudo perdura
Mais

Toque-me, sinta-me
Toque-me, toque e sinta (que estou aqui)
Eu estou aqui, sempre estarei
Sempre aqui

Máquina do Tempo (Guilherme de Sá)
Por anos, devido à subjetividade das canções do Rosa de Saron, muitos se sentiam mal quando outras pessoas usavam as canções da banda fora do contexto religioso. Isso nunca foi um problema para os integrantes, nunca será um problema cantar o amor. É uma questão de opção. A letra de Máquina do Tempo é um poema de amor e apenas isto. É uma letra criada para ser cantada de um amor para o outro, sem medo de errar. Foi a última canção a entrar para o disco e foi também a canção mais rápida criada pelo autor, tanto a letra quando a melodia e seus arranjos foram feitos em menos de 2 horas, seu recorde.

Cada minuto aqui é uma chance de provar o que eu mais quero
E ainda se eu conseguisse uma máquina que parasse o tempo
Você estaria ao meu alcance?
Não importa, eu te espero

Se eu pudesse escrever a história das minhas horas
Uma a uma seria do seu lado
Eu contaria todo dia uma história diferente

Eu criaria frases pra sempre
Eu cantaria notas de clara esperança
E seu sorriso viraria poesia

Cada minuto aqui é uma chance de provar o que eu mais quero
E ainda se eu conseguisse uma máquina que parasse o tempo
Você estaria ao meu alcance?
Não importa eu te espero

Eu criaria uma ONG com seu nome
Eu tocaria acordeon na sua janela
Te pagaria um café na rue de La Paix
Te compraria um imóvel no Mairie d’Issy

Se eu tivesse o domínio do equilíbrio e pudesse voar
te traria a lua
Dominaria o meu medo de altura
e buscaria no espaço cada estrela

Inverteria o princípio da inércia

Eu encolheria a Terra e te daria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s